A DOÇURA DA FELICIDADE • THE SWEETNESS OF HAPPINESS

Atualizado: Set 22



Sukhí Hôtu!

English Version Below


As pessoas estão todas pulando daqui para lá, tentando ser felizes! Tudo o que aparecer na mídia como proposta de felicidade, seja terapia, ritual, magia, mandinga – o que for! - elas querem conhecer. São como formigas em busca da doçura do açúcar. Pode ser bolo, bala, sorvete, mel, veneno… desde que seja doce, está valendo! Mas, tem um detalhe importante: a felicidade tem que ser IMEDIATA. Elas têm que chegar, olhar, pegar a felicidade e irem juntas, de volta para casa, felizes para sempre. Se for alguma proposta de felicidade mas que exija esforço, que leve tempo para começar a fazer efeito, que exija mudanças significativas e profundas no modo de vida, isso já não interessa, porque não é IMEDIATO. Tem que ser imediato, tem que ser grátis, tem que ser sem esforço, tem que ser sem mudança alguma, sem abrir mão de coisa alguma que as pessoas gostem ou que todos façam. Do contrário, bateram na porta errada…


Saem dizendo: Eu fui lá e aquele cara queria que eu parasse de falar palavrão, queria me proibir de beber, implicou comigo porque eu fumo maconha! Um controlador! Queria se meter na minha vida e controlar meus direitos! Eu fui lá para buscar a felicidade, não para ser reprimido e censurado… Vou procurar outro lugar melhor, onde me entendam e me respeitem como eu sou!


O Buddhismo (Budismo) não é uma religião e tenho dito isso até ser chato! É um pacote completo que a pessoa se compromete a seguir para mudar de vida e, só então, ser realmente feliz. Muita gente acha bonito, fascinante, interessante, coisa e tal mas, logo que descobrem que Buddhismo é difícil de praticar, que envolve mudanças muitas vezes radicais, dependendo do quanto a pessoa está mergulhada em ilusão, encantamento e adoração pelas tolices da vida, aí a pessoa se afasta, se assusta, até se revolta ou sai do Templo chorando, se sentindo ofendida!


O Buddha (Buda) nos falou sobre a realidade dos fatos, a clareza de visão sobre a vida e seus encantos temporários. É como aquela luz neon azul, linda, pendurada no teto e cercada por uma fina rede elétrica. Os insetos, de noite, veem aquele azul intenso, tão lindo e se sentem tão atraídos que não conseguem deixar de voar até lá e, quando estão bem pertinho, esbarram na tela elétrica e caem mortos. Assim são as coisas do mundo: irresistivelmente fatais! Enquanto as pessoas não entenderem essa realidade, profundamente, dentro de seus corações e mentes, não estarão preparadas para seguir o Buddhismo, porque tem que partir de dentro para fora. Tem que ser uma necessidade interior muito forte para superar as coisas do mundo, todas as futilidades e tolices que ele oferece e, só então, iniciarem o treinamento de Purificação Mental que o Buddha nos deixou como herança. Assim é se tornar buddhista, o resto, é ficar rodando pela periferia, sem ir a fundo no Ensinamento.


Fiquem todos em Paz e protegidos!




People are all jumping around, trying to be happy! Everything that appears in the media as a proposal for happiness, be it therapy, ritual, magic, mandinga - whatever! - they want to know. They are like ants in search of the sweetness of sugar. It could be a cake, candy, ice cream, honey, poison ... as long as it's sweet, it's worth it! But, there is an important detail: happiness has to be IMMEDIATE. They have to come, look, get happiness and walk away hand by hand with happiness, back home, happy forever and ever. If it is a proposal for happiness but it requires effort, it takes time to start making effect, if it requires significant and profound changes in the way of life, this no longer matters, because it is not IMMEDIATE. It has to be immediate, it has to be out of charge, it has to be effortless, it has to be without any change, without giving up anything that people like or that everyone does. Otherwise, that was a knock on the wrong door...


They go away complaining: I went there and that guy wanted me to stop swearing, he wanted to forbid me to drink, he admonished me because I smoke marijuana! A controller! He wanted to get into my life and control my rights! I went there to seek happiness, not to be repressed and censored ... I´ll go somewhere else where they understand and respect me as I am!


Buddhism is not a religion and I have said a thousand times! It is a complete package that the person undertakes to follow in order to change his life and, only then, be really happy. Many people find it beautiful, fascinating, interesting, and such, but as soon as they discover that Buddhism is difficult to practice, it involves changes that are often radical, depending on how much the person is immersed in illusion, enchantment and adoration for the nonsense of life, then the person walks away, gets scared, even revolts or leaves the Temple crying, feeling offended!


The Buddha told us about the reality of the facts, the clarity of vision about life and its temporary charms. It's like that blue neon light, beautiful, hanging from the ceiling and surrounded by a thin electrical network. Insects, at night, see that intense blue, so beautiful and feel so attracted that they can't stop flying there and, when they are very close, they hit the electric net and fall dead. That is the way of the world: irresistibly fatal! As long as people do not understand this reality, deeply, within their hearts and minds, they will not be prepared to follow Buddhism, because it has to go from the inside out. It has to be a very strong inner need to overcome the things of the world, all the futility and foolishness that it offers and, only then, begin the training of Mental Purification that the Buddha left us as an inheritance. That is how it is to become a Buddhist, the rest is to walk in circles around the edges, without going deep into the Teaching.


May all of you be at peace and protected!


Ajahn Sunanthô Therô

37 visualizações

Contatos:

(54) 3244-6027

dragaododharma@gmail.com

Endereço: 

Loteamento Alpes de São Francisco, Rua 3 - 401

São Franciso de Paula, RS - CEP: 95400-000

© 2020 

Criado por Gustavo Pavanello e Thairiny Silva

  • Templo Dragão do Dharma - Facebook
  • Budismo Brasil - YouTube
  • Budismo Brasil - Instagram
  • Twitter