A MENTE… NOSSA MAIOR INIMIGA, NOSSA MAIOR ALIADA!



大家好!


Há no Buddhismo, inúmeras citações sobre a MENTE. Isto porque o Buddha é considerado como “O MÉDICO DA MENTE!” é impossível falar sobre Buddhismo sem mencionar, pelo menos uma vez, esta palavra, porque o Ensinamento do Buddha, o Buddhadharma é exatamente sobre o modo como essa cidadã se comporta, se manifesta, regride, evolui e nos leva a diversos tipos de renascimento, centenas de vezes em um único dia!


É importante, então, que avaliemos, com seriedade e autoanálise o modo como a NOSSA mente se comporta, porque o cultivo mental não é somente através de observarmos aos outros, mas, fundamentalmente e imprescindivelmente, uma questão de observarmos A NÓS MESMOS, controlando os devaneios da mente e o modo como ela tenta nos pôr a seu serviço quando, na realidade, é ela que tem que trabalhar para nós!


De maneira bem sucinta, bem resumida, podemos reduzir os DIVERSOS tipos de mente a DOIS TIPOS básicos: a MENTE CONFUSA e a MENTE NO BUDDHADHARMA. Vamos ver como são?


A MENTE CONFUSA


Não significa que é uma mente ! Claro que há bilhões de mentes más, que praticam realmente atos maus, são geradoras em potencial de MAU KARMA. Mas, ser confusa não necessariamente tem a ver com maldade… Ingenuidade, tolice, dúvida, confusão, buscas mirabolantes, mistura de todo tipo de “espiritualidade”, desejo ansioso por salvação imediata, aqui e ali! Tudo isso faz parte da MENTE CONFUSA!


Ela é como uma criança largada na rua, abandonada! Quem quer que lhe ofereça um abraço, que queira lhe dar a mão, que lhe ofereça um doce, essa criança vai atrás, porque acha que está salva e protegida! Como sabemos, nessa situação, se tornará vítima fácil de um pedófilo, de um cafetão, de um traficante de órgãos ou de escravos! Por mais que tente escapar de um perigo, a criança acabará encontrando outro, porque é assim a natureza do mundo: ser perigoso e cheio de armadilhas!


A Mente Confusa também é assim! O que quer que lhe apareça pela frente, o que quer que cruze seu caminho, sempre lhe parece “mágico”, “maravilhoso”, “emocionante”, “comovente”, “iluminado” e tantas outras emoções fascinantes surgem dentro dela! Cada uma que ela encontra, parece ser a única e definitiva e tal sensação dura exatamente até algo ainda mais atraente surgir diante dela!


Carente de respostas, fragilizada pelo tempo de busca, confusa por tantas “ofertas de salvação”, a mente vai se enrolando cada vez mais em crenças, rituais, misticismo, artes divinatórias, estudos encantadores, seitas salvadoras e todo tipo de prática… Quanto mais se fascina, mais se confunde e se enrola, como um inseto que, se debatendo numa teia de aranha, fica cada vez mais enrolado pelos fios, enquanto que a aranha, calmamente, observa e espera pelo momento da refeição!


Como eu disse, a Mente Confusa não é obrigatoriamente má! Antes de tudo, é ingênua, ignorante sobre a realidade da vida, carente de visão correta e, extremamente fragilizada pelo enorme esforço que faz, borboleteando de uma tolice para outra, há tanto tempo, suas asas estão cansadas… É uma mente que precisa de descanso, precisa sossegar para poder ter lucidez, fôlego para nadar rumo ao porto seguro que tanto quer alcançar…


A MENTE NO BUDDHADHARMA


Ela chega através da inquietação! Chega quando, por algum tempo, sentiu em si a incômoda sensação de que há algo errado em sua existência, algo que, embora ela não saiba explicar, a leva para seguir em busca de respostas para o que não está lhe agradando em relação à vida!


Ao contrário da Mente Confusa, a mente que vai encontrar o Buddhadharma, não se deixa enganar por qualquer tolice que lhe cruze o caminho! Ela é séria, observadora, desconfiada e esperta! Sabe que “nem tudo que reluz é ouro!” Pode até seguir de porta em porta mas, quando vê o que lhe apresentam, não se deixa fascinar, porque é altamente questionadora e exigente quanto à qualidade do ensinamento! Essa mente, mais cedo ou mais tarde, quando menos esperar, receberá a visita de um tal Senhor Buddha, em forma de seu Ensinamento! Ela não precisa buscar muito por respostas, porque o Buddhadharma virá até ela! No momento que tiver o primeiro contato, será como se as Escrituras inteiras tivessem sido escritas especialmente para ela!!


A mente deixa, gradativamente, que o Buddhadharma penetre e comece a se espalhar, tomando conta de todos os espaços, como se, em cada canto escuro, acendesse uma lamparina. E, tudo o que antes era inquietação, escuridão e medo, começa a se tornar cada vez mais claro! Mesmo assim, a mente continua esperta, “sambada”, ela não se deixa maravilhar, nem mesmo com as palavras do Buddha ou de quem quer que transmita seus Ensinamentos! Ela continua observando e pondo em teste o que lhe foi dito! E, ao constatar no dia a dia, que o Buddha falou a verdade e que o monge está dizendo somente o que o Buddha lhe deixou como herança, a mente progride, querendo mais e mais Buddhadharma! Ela se torna SEDENTA de Buddhadharma e SOMENTE DELE!


Aliás, esse é um ponto crucial na trajetória da Mente no Buddhadharma: é preciso estar SEDENTA APENAS DELE e de nada além dele! O Buddhadharma, por incoerente que pareça, é EXCLUSIVISTA! Para que funcione, para que o deixemos agir, é preciso que tenhamos SOMENTE a ele como guia!


A Mente no Buddhadharma, para se manter NO Buddhadharma, TEM QUE, obrigatoriamente, ser uma mente de RENÚNCIA, de abandono de todas as outras crenças, tolices, propostas, seitas, ritos e tudo aquilo que a companheira daí de cima desta postagem, a Mente Confusa, tanto se delicia! A Mente no Buddhadharma logo percebe que sua renúncia valeu a pena, foi a decisão correta! Seu progresso é tanto e com tamanhos bons resultados, que, em muito pouco tempo, nem se lembrará que um dia teve dúvidas sobre qual Caminho escolher!


Peço que todos vocês pensem com cuidado sobre esta minha tentativa de mostrar, mais uma vez, o Caminho do Buddha a cada um! Como sempre digo, alegria de monge é ver os orientados trilhando o Caminho do Dharma (e somente ele!!).


Fiquem todos em Paz e protegidos!


Wù Hǎi Shīfù

96 visualizações

Contatos:

(54) 3244-6027

dragaododharma@gmail.com

Endereço: 

Loteamento Alpes de São Francisco, Rua 3 - 401

São Franciso de Paula, RS - CEP: 95400-000

© 2020 

Criado por Gustavo Pavanello e Thairiny Silva

  • Templo Dragão do Dharma - Facebook
  • Budismo Brasil - YouTube
  • Budismo Brasil - Instagram
  • Twitter