BUDISMO E O DIABO…

Atualizado: Abr 30



Sukhí Hôtu (que você possa estar bem e feliz)!


A Bíblia ensina que um anjo e seus comparsas tentaram se tornar iguais a Deus e se rebelaram contra ele. Como castigo, Deus teria criado o Inferno e lá jogou os rebeldes, surgindo assim a figura do diabo e seus anjos maus…

Do ponto de vista do Buddhismo (Budismo), não há nada que comprove isso e, portanto, buddhistas (budistas) não têm essa opinião sobre o diabo! Embora existam os Reinos dos Infernos, onde pessoas muito más renascem, não existe uma figura do diabo como o Cristianismo apresenta!


Todos nós, em maior ou menor quantidade, temos em nossa mente um LADO MAU, capaz de cometer diversos tipos de maldade, que podem variar desde uma “simples mentirinha” para agradar alguém, até terríveis assassinatos em série, como, infelizmente, vemos na TV com frequência! Também a bondade e a compaixão estão presentes em nossa mente, equilibrando as energias e somos capazes de enormes atos de generosidade, solidariedade, compaixão etc. Portanto, em vez de acreditarmos em anjos e demônios, no Buddhismo (Budismo) preferimos acreditar que ambos existem dentro de nós mesmos, sendo capazes de se manifestarem, às vezes um, às vezes o outro.


Há, porém, um personagem bastante citado na Tradição Buddhista (Budista), que é considerado como “O Rei de Todos os Demônios”. O nome dele é MARA, uma figura MASCULINA que, em diversas passagens da vida do Buddha (Buda), aparece para perturbá-lo ou simplesmente conversar com ele! Mara, coitado, não tem nesses textos a força que se espera de um demônio, muito pelo contrário! Na maioria das conversas, parece ser até bem educado e tranquilo e, muitas vezes, pode até ser ridicularizado!


A figura de Mara (representada na imagem), mesmo sendo chamado de Rei dos Demônios, é apenas uma ALEGORIA, um personagem metafórico, uma criação literária que SIMBOLIZA tudo aquilo que há de negativo EM NÓS MESMOS. Ele é a personificação de nossos obstáculos internos: nossos medos, apegos, dúvidas, rancores, inseguranças, ódio, raiva, ciúme e toda essa quantidade de sentimentos negativos e maus que ainda trazemos dentro de nós e tantas vezes procuramos esconder dos outros, para parecermos bonzinhos e maravilhosos!


Quando o Príncipe Sidharth Gautama se sentou sozinho, numa noite na floresta e começou o processo de meditação que acabou por transformá-lo NO BUDDHA (BUDA), a Tradição Buddhista (Budista) narra um enorme combate dos EXÉRCITOS DE MARA, que atacaram Sidharth na tentativa de impedí-lo que se torna-se um Iluminado. Como vimos, essa ALEGORIA de elefantes raivosos e flechas de fogo, na verdade representam o combate PESSOAL do futuro Buddha (Buda) contra seus próprios obstáculos que ainda o impediam de alcançar a Iluminação!


Portanto, é assim que o Buddhismo (Budismo) vê a figura do DIABO! Em vez de ser um anjo caído ou uma figura individual que atua com vontade própria para nos atormentar, no Buddhismo (Budismo) o DIABO são todas as coisas que nossa própria mente usa para nos impedir de sermos bons, nos atrapalhar e dificultar nossa jornada para alcançarmos a Iluminação!


Fiquem todos em Paz e protegidos!


Ajahn Sunanthô Therô



Quer aprender mais sobre Budismo? Veja os 6 passos sobre como começar aqui.

Gostaria de se aprofundar? Participe de um de nossos encontros. Saiba mais aqui.

739 visualizações

Contatos:

(54) 3244-6027

dragaododharma@gmail.com

Endereço: 

Loteamento Alpes de São Francisco, Rua 3 - 401

São Franciso de Paula, RS - CEP: 95400-000

© 2020 

Criado por Gustavo Pavanello e Thairiny Silva

  • Templo Dragão do Dharma - Facebook
  • Budismo Brasil - YouTube
  • Budismo Brasil - Instagram
  • Twitter