• Fǎ Lóng Sì - Facebook
  • Fǎ Lóng Sì - YouTube
  • Fǎ Lóng Sì - Instagram

(54) 3244-6027

wuhaishifu@gmail.com

Templo Budista

Loteamento Alpes de São Francisco, Rua 3 - 401

São Franciso de Paula, RS - CEP: 95400-000

Agende sua visita nos telefones indicados.

 

Se estiver de passagem pelo local e REALMENTE tiver tempo para sentar e ouvir Ensinamentos sobre Budismo diretamente do Shifu (monge), todos são muito bem-vindos para tocar o sino do portão.

 

Reuniões aos Sábados ou Domingos, a partir das 15h.

Cadastre-se para participar por vídeo, caso não possa comparecer .

O BUDDHISMO NAS PERGUNTAS E RESPOSTAS (QUE AS PESSOAS MAIS FAZEM A NÓS MONGES!)

Atualizado: 28 de Ago de 2018




BUDDHISTA TEM QUE SER VEGETARIANO?

Não! Na verdade, o Buddha não era vegetariano e nunca disse que a gente tem que ser! Ele era um MENDIGO, que andava pelas ruas dependendo do que as pessoas dessem ou não para ele… Mendigo, não tem cardápio! Algumas das muitas formas de Buddhismo (Sim!! Há várias!!) são vegetarianas, mas isso é uma questão de ideologia pessoal, não uma obrigação do buddhista! As pessoas podem comer de tudo, sem qualquer proibição!

E ÁLCOOL, CIGARRO, MACONHA E OUTRAS COISAS, BUDDHISTAS PODEM?

Bom… O cigarro é uma droga socialmente aceita que, infelizmente, ainda não foi proibida! Então, não há como impedir, mas eu aconselharia a pessoa a parar de fumar, porque no Buddhismo incentivamos a saúde do corpo e o fumo faz mal ao corpo… Quanto ao álcool e as demais drogas, todas têm que ser deixadas! Não há como fazer um treinamento de mente clara e pura e usar drogas e álcool… Seria como recomendar uma dieta para emagrecer, só com pães e pizzas!! Isso não existe, concordam?

BUDDHISTAS PODEM SE CASAR E FAZER SEXO?

Claro que sim!! Na verdade, até alguns monges e monjas, dependendo da seita buddhista, podem se casar! Constituir uma família, ter uma vida sexual saudável, construir uma família buddhista que já eduque os filhos desde pequenos no Caminho do Buddha, tudo isso é uma grande benção, uma coisa maravilhosa! Mas, é bom que você saiba, que no Buddhismo não há qualquer preconceito sobre homossexualismo! Toda forma de amor, toda forma de carinho, toda forma de querer bem é aceita sem qualquer problema! Se duas pessoas do mesmo sexo querem viver juntas, querem se casar e adotar filhos, para o Buddhismo é a mesma coisa de que fossem de sexos diferentes!

SE NÃO HÁ DEUS, PARA QUEM OS BUDDHISTAS REZAM?

Não é exatamente rezar… Como já vimos, o Buddha já morreu, não vai voltar à vida, não nos ouve e nem pode fazer mais nada por nós! Quando temos em casa um ALTAR BUDDHISTA, com imagem do buddha, velas, incenso etc não usamos esse altar para REZAR… Nós recitamos textos e versos prestando homenagem e gratidão ao Buddha! Ele foi um grande mestre que, durante quarenta e cinco anos de sua vida, só fez o bem, se preocupando conosco, tendo compaixão por todos os seres vivos e nos ensinando o Caminho para vivermos felizes para sempre. Nada mais justo que a gente demonstre gratidão, respeito e consideração por ele. Quando estamos diante do altar, admirando a imagem do Buddha e oferecendo flores, luz e perfume, não é nem à imagem nem ao Buddha que estamos fazendo tais coisas! Devemos ver A NÓS MESMOS, refletidos no Buddha. Ele era um ser HUMANO como nós, que conseguiu se iluminar. Se ele foi capaz, nós também somos!

UM BUDDHISTA TEM QUE IR AO TEMPLO E DAR DINHEIRO PARA O MONGE?

O Templo (se chama O-Terá, em japonês) é o lugar onde as pessoas se reúnem, se encontram e não se sentem sós! Como eu já disse, o Buddhismo é um Caminho tão diferente das outras crenças, que às vezes o praticante se sente solitário, como se ninguém no mundo pensasse como ele! No O-Terá as pessoas encontram umas às outras e recarregam a bateria, sentem a energia renovada! Também é lá que nós monges podemos dar Ensinamentos valiosos às pessoas, ouvir as dúvidas delas, orientar, ensinar… No O-Terá, as pessoas recitam textos que são repetidos há milhares de anos, isso gera uma energia, uma vibração muito forte que ajuda a manter o mundo em equilíbrio, em harmonia! Tudo isso é diferente de simplesmente homenagear o Buddha em casa ou estudar pelo Google! O O-Terá é um lugar sem substituto. Quanto a “dar dinheiro para o monge”, é bom que você saiba que nós monges NUNCA pedimos nada, mas, lembre-se de que nós comemos, bebemos, pagamos contas de água, gás, luz, IPTU e todas as contas que as pessoas comuns pagam! Também nos dedicamos a estudar muito e estamos sempre à disposição de todos os que nos procuram, precisando de ajuda… Nenhuma instituição vive “de vento” ou “de orações”. Assim, quando alguém nos faz doações, está ajudando ao O-TERÁ, não somente ao monge! Está dando condições do local continuar funcionando e beneficiando a todos, inclusive a você mesmo! O fato de nós monges não cobrarmos o dízimo, como as igrejas fazem (e com razão!!!), não significa que não precisamos de dinheiro, nem que você não deve doar… Ficou claro?

PARA SEGUIR O BUDDHISMO, TEM QUE RASPAR A CABEÇA E USAR ESSES PANOS?

Não! Claro que não! Para ser católico alguém não precisa se tornar padre ou freira… Para ser evangélico, alguém não precisa se tornar pastor ou pastora… Da mesma forma, as pessoas podem seguir o Buddhismo sem se tornarem monges ou monjas! Somente quando alguém decide ir mais além, se aprofundando mais no Buddhismo, pode OPTAR por se tornar um monge ou monja e, só aí, é preciso raspar a cabeça e trocar as roupas convencionais pelo manto monástico.

BUDDHISTAS ACREDITAM EM REENCARNAÇÃO, NÉ?

Na verdade, usamos o termo RENASCIMENTO, que é um pouquinho diferente de reencarnação! Nós acreditamos que os seres humanos e os animais, todos nós, estamos prisioneiros num ciclo constante de várias existências. Assim, podemos renascer em diferentes formas, com diferentes períodos de vida. Acontece que nem todas as formas de renascimento são em “carne e osso”. A palavra reencarnação, significa “voltar a ser feito de carne” e, como eu disse, isso nem sempre é verdade, porque podemos nascer sob muitas formas, em dimensões, espaço e tempo diferentes do daqui na Terra. Portanto, o termo renascimento se encaixa melhor no Buddhismo que reencarnação! Ok?

EXISTE CÉU NO BUDDHISMO?

Não do modo como as religiões costumam definir o Céu! Não acreditamos que exista uma espécie de paraíso para onde a gente vai depois da morte… No Buddhismo,, aprendemos que estamos renascendo, vida após vida, sob várias formas. Continuaremos prisioneiros dessas existências, até que possamos purificar completamente nossas mentes, nos livrando de todo tipo de apego e de conceito! No dia que isso acontecer, nos tornaremos buddhas, teremos atingido a Iluminação, do mesmo modo que aconteceu com O Buddha! Assim, nossa mente entrará, aqui e agora, no estado mental que chamamos de NIRVANA! Não é um céu, mas um estado de pureza e Sabedoria total. Assim, após a morte física, nós não renasceremos mais e nossa energia vai se juntar a toda energia positiva do Universo.

40 visualizações