QUANDO É SE SENTIR EM CONDIÇÕES PARA COMEÇAR A PRATICAR?



Sukhí Hôtu!


Imaginem uma pessoa que está sentindo vários sintomas de alguma doença… Uma dor de cabeça, mal estar, cansaço… Os dias vão passando e a pessoa, piorando cada vez mais, começa a desconfiar que está com essa ou aquela doença. Pensa em ir ao hospital. Tem um bem perto de casa, mas, espera mais uns dias, para ver se melhora.


Dois dias, três, uma semana… Os sinais de que há algo errado, em vez de sumirem, agora são mais fortes. A pessoa está tomando paracetamol, remédio para o estômago, mas nada resolve. Voltando do trabalho, passa bem em frente ao hospital. Parou por alguns segundos e pensou em entrar, mas o cansaço do dia difícil no trabalho a fez desistir. Noutra hora, pensou.


Quando a faxineira a encontrou desmaiada em casa e ligou para os familiares, só assim foi parar no hospital e descobriu que o câncer já estava em estado muito adiantado.


A pessoa fictícia, não “se sentia preparada” para enfrentar o fato de que estava doente e buscar uma cura. Com o Buddhismo (Budismo), também acontece muito disso. Tem gente que me procura, a título de curiosidade, ou para pedir uma informação sobre este ou aquele assunto. Geralmente, a Meditação é a grande “vedete” da prática. Todos dizem que querem meditar, que vão se dedicar, que só falta isso para terem uma prática correta. Quando eu digo que, só meditar, não vai resolver a vida das pessoas, que é necessário ir mais além, se aprofundando no Ensinamento do Buddha (Buda) e seguindo as orientações dele, assim como a tal pessoa que adiava a ida ao hospital, também quem diz que quer praticar o Buddhismo, sempre inventa uma desculpa e não se aprofunda, fica só no superficial…


“Ainda não me sinto preparado”… E quando vai se sentir? Como pode alguém pensar que ainda vai ter muito tempo para COMEÇAR a se preparar? Nenhum de nós tem certeza alguma se vai chegar com vida até o fim desta leitura, por exemplo! Como, então, achar que “algum dia” vai estar pronto para seguir o Buddhismo?


É justamente por não estar preparada, que a pessoa deve, o quanto antes, iniciar a prática! Se já fosse ILUMINADA, não teria mais necessidade de praticar coisa alguma. Já estaria livre de toda inquietação mental. Essa coisa de “não estar ainda preparado” é como dizer que não vai participar dos Jogos Olímpicos porque ainda não está preparado. Só chega às Olimpíadas, quem um dia começou do nada e se esforçou muito até subir no primeiro pódio e depois, com muito treinamento, alcançou a felicidade de se tornar atleta olímpico.


A pessoa que não inicia algo, por não estar preparada, corre um sério risco de ficar no mesmo lugar ou se perder nas tentativas de evolução, simplesmente por não dar o passo de, o quanto antes, buscar orientação séria e confiável para iniciar a prática.


Fiquem todos em Paz e protegidos!


Ajahn Sunanthô Therô

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo