VAMOS ENTENDER MELHOR QUEM SOMOS E O QUE SOMOS…


Dajia Hao!


No Buddhismo, existe o que chamamos de AS TRÊS JÓIAS, que são: o próprio BUDDHA (BUDA), o DHARMA – que é o Ensinamento que o Buddha nos deixou, e a SANGHA, que é a Comunidade de Buddhistas do mundo todo.


A Sangha se divide, atualmente, em duas partes: a MAHÁ SANGHA, que é formada somente por MONGES E MONJAS e a SANGHA, formada por leigos e leigas (seguidores do Buddhismo como vocês, que não são monges nem monjas). Tanto a Mahá Sangha quanto a Sangha, devem viver seguindo o modo de vida que o próprio Buddha nos ensinou e aconselho a praticar. Monges e monjas não se casam e vivem para se dedicar mais profundamente a estudar e transmitir a Mensagem do Buddha. A Sangha de leigos e leigas pode (e deve) se casar e constituir famílias que cresçam dentro do Buddhismo, ensinando aos filhos como seguir o Caminho que o Buddha nos deixou como herança!


A Sangha não consome álcool nem outras drogas, não usa palavras sujas (palavrões e gírias vulgares), não mata nenhum ser sem que seja absolutamente necessário, não se apropria do que não lhe foi dado, não trai a confiança da pessoa com quem tem um compromisso de vida a dois, não faz uso errado das palavras e não consome álcool nem nenhuma outra droga, mantendo a mente sempre pura e cultivando a Atenção Plena no momento presente! Assim é a vida da Sangha dos nobres seguidores do Caminho do Buddha, do Dharma. Uma Sangha deve ser mais forte que uma família, porque na família somos unidos por laços de sangue e nascemos nela, não tivemos a opção de escolher a quem amar e respeitar!


Na SANGHA, o que nos une não são os laços de sangue, mas sim a OPÇÃO de seguirmos ao mesmo Mestre: O Buddha. Portanto, somos todos unidos por um Mestre em comum. Se na família devemos respeito ao pai, a mãe e aos membros mais velhos (avós, tios etc.), na Sangha isso também acontece. Eu, como monge, devo respeito aos monges com mais tempo de vida monástica que eu, aos veteranos. Vocês, devem respeito a mim, que sou monge e bem mais velho que todos… Os mais novos na Sangha, devem respeito, também, aos mais antigos e devem seguir o bom exemplo deles. Se, por acaso, houver qualquer desavença entre os membros da Sangha, as partes que se desentenderam devem vir a mim para julgar e buscar uma solução para que todos voltem a viver em HARMONIA.


Todos devem estudar e se esforçar ao máximo para que a Sangha progrida, cresça e se mantenha unida. Foi assim que os milhares de monges na época do Buddha conseguiram sobreviver às dificuldades e o Buddhismo (Budismo) permaneceu vivo até hoje, portanto, é assim que devemos agir, para levar a Mensagem do Buddha às gerações futuras, melhorando a qualidade de vida de nossa pátria, de nosso povo.


Espero que essa matéria ajude a todos – veteranos e novatos – a entenderem o que espero de vocês e seguirem de acordo com esta explicação.


Grato a todos! Fiquem todos em Paz e protegidos!


Wu Hai Shifu

0 visualização

Contatos:

(54) 3244-6027

dragaododharma@gmail.com

Endereço: 

Loteamento Alpes de São Francisco, Rua 3 - 401

São Franciso de Paula, RS - CEP: 95400-000

© 2020 

Criado por Gustavo Pavanello e Thairiny Silva

  • Templo Dragão do Dharma - Facebook
  • Budismo Brasil - YouTube
  • Budismo Brasil - Instagram